Sobre mim

Foi no curso de Artes do Espetáculo no Chapitô que comecei a explorar o movimento corporal, com a dança, teatro, ginástica acrobática e circo.

Foram 3 anos de expansão e crescimento físico e emocional onde aprendi a lidar com a vulnerabilidade permitindo-me verdadeiramente sentir, mergulhar na dor, na raiva, na tristeza, no amor, na paixão, na alegria...

A observar, explorar e acolher a Luz e a Sombra.

Tudo passou a ser matéria-prima.

Sempre adorei criar, explorar novos materiais, texturas, cores, formas.

O processo criativo transporta-me para a uma bolha meditativa, que me faz entrar em contacto profundo com o meu Eu interior! 

São puras viagens de autoconhecimento!

E essa é uma das várias razões porque amo ser Maquilhadora.

A maquilhagem, como tantas outras artes é uma forma de comunicação e expressão! 

Acredito que as mãos são portais de cura, e que existe uma troca energética enorme entre o maquilhador e o modelo, desenvolvendo uma cumplicidade entre os dois e acabando por tornar tanto o processo quanto o resultado final numa experiência vivencial única.

Conclui o curso de Maquilhagem profissional na Vazarte em 2014, trabalhei na Mac, dei formação de maquilhagem  profissional no CEFAD e  Maquilhagem e Caracterização na Escola Internacional de Estilismo e Moda.

Em 2016, para acompanhar uma amiga, experimentei uma aula de yoga com uma mulher medicina linda, a Marta Metrass. Como é habitual nas aulas dela, acabei a chorar em savasana. 

Fiquei tão sensibilizada e fascinada, senti que os benefícios para além de físicos são emocionais, e foi assim que esta prática passou a ser um dos pilares do meu bem-estar e autoconhecimento diário.

Após um ano sensivelmente, tirei o curso de 200H na escola Yandara, no México creditado pela Yoga Alliance. 

Desde então tenho dado aulas presenciais e online, grupo e privadas em Surf camps, estúdios de yoga, jardins...

No inicio do ano de 2020 fiz o Gaya Circle com uma das mulheres mais sábias que já conheci, a Inês Gaya.

Acredito que acabamos por trabalhar com os outros o que precisamos trabalhar em nós próprios, e foi o que me motivou a mergulhar neste universo lindo que é o Sagrado Feminino e a facilitar Círculos de Mulheres.

Trago e ensino um pouco de tudo o que aprendi e vivenciei nas minhas viagens, cursos, práticas e experiências.

1/2